Como falar sobre MATEMÁTICA em INGLÊS | ft. Matemática Rio

Olá pessoal Hoje vamos falar de matemática No meu canal falo de curiosidades, curiosidades matemáticas Matemática básica, matemática do ensino médio, cálculo Tudo sobre matemática Paródias! Você vai aprender matemática e você terá um tempo de entretenimento YEEEAAAH !!!!! Eu amo isso! Tempo divertido Bom Bom! Então, notei que além de amar a matemática, você também ama idiomas, certo? Sim, eu sei inglês e sei espanhol também E como você aprendeu essas línguas? Por mim mesmo! Jogando videogames, ouvindo música, assistindo filmes com legendas em inglês Isso ajuda muito

E como você melhorou sua fala? Ao hospedar pessoas de todo o mundo – Eu hospedei pessoas na minha casa – Realmente? – No Rio, certo? Então você tem muitos turistas lá – Sim Eu hospedei cerca de 200 pessoas em minha casa – Vamos, 200 cem ?! – 200 centenas! Você se lembra deste número? Boa! – Gooood! Excelente!! – Ah sim, estou bem Você é bom! Excelente, vamos lá! Exatamente, muito bom! Então vamos falar sobre as operações de matemática agora Rafa Quais são as quatro operações matemáticas básicas? Nós temos: adição, subtração, multiplicação e divisão – Estes são os quatro básicos, mas nós temos outros – Ok Temos, por exemplo, porcentagem Nós temos frações Nós temos exponenciais – Nós temos logaritmos – Ok – Nós temos raízes quadradas – Raiz quadrada Então, vamos falar sobre adição Adição porque adicionamos algo Quando você vai ao Facebook por exemplo e adiciona alguém Às vezes você diz "eu adiciono" Adicionar no Facebook Dois adicionam dois Por exemplo É igual a 6 ou é 6 Exatamente! Algumas pessoas Tem algumas pessoas aqui Então, qual é a soma de dois e dois? – Quatro – Quatro, exatamente – Então, vamos falar sobre subtrações – Subtrações Quanto é Menos, menos dois Menos, menos é mais Então são seis! Então agora vamos falar sobre a terceira operação matemática que é a divisão Divisão! Vamos lá E como se diz "dividido por dois" Dividido por Ou, se é uma fração, podemos dizer dois mais de dois É a mesma coisa que um Multiplicação! Duas vezes dois é igual a quatro E você tem alguma dica para memorizarmos a tabela de horários? Porque algumas pessoas podem achar difícil – O vídeo mais visto do meu canal, é o que eu ensino como memorizar uma tabela de horários – Ah bom! Na verdade, você não precisa memorizar a tabela de tempos Porque você já sabe disso Eu faço? Porque você só tem que saber a tabela de tempos de um, dois, cinco e dez Diga-me mais sobre isso – Por exemplo, se você tem sete vezes oito, o que quase ninguém sabe

Quanto isso custa? – Sim, tenho que pensar muito Então você pode transformar o sete em cinco mais dois Cinco mais dois são sete E então você aplica a propriedade distributiva – Cinco vezes oito e duas vezes oito – Ok Cinco vezes oito? Quarenta! – Duas vezes oito? Dezesseis – dezesseis – Então são sessenta Ok – Agora você adiciona – Quarenta mais dezesseis, cinquenta e seis – Cinqüenta e seis Muito fácil É um truque legal Você só tem que saber a tabela de tempos de um, dois, cinco e dez Dezenove vezes oito Bem, eu posso transformar os dezenove em vinte menos um Tudo bem E agora propriedade distributiva Vinte vezes oito é cento e sessenta Uma vez oito é oito Então agora você subtrai Cento e cinquenta e dois Subtração agora Duzentos e cinquenta menos trinta e quatro São duzentos e dezesseis Excelente! E agora, além disso, ok? O último Mil e vinte e cinco mais trezentos e cinquenta Então são mil trezentos e setenta e cinco Exatamente bom! – Eu acho que ele é bom – Muito obrigado! Ah sim, dois desafios O primeiro é o mais fácil – Pause o vídeo que você pause o vídeo, tente fazer isso – Pause o vídeo Agora o segundo é um desafio aritmético para você Então nove menos três dividido por um terço mais um Quanto isso custa? Eu não faço ideia Então muito obrigado Rafa por me ajudar com esse vídeo Muito obrigado por me convidar para fazer este vídeo com você Estou muito feliz e estou surpreso porque o seu inglês é ótimo! Parabéns Muito obrigado professor

Sua matemática também é ótima Só pelo mais fácil, porque o outro eu tenho que pensar muito, eu não sei – Apenas o básico -Sim, apenas o básico Então, eu espero que você goste desse vídeo Se você gostou desse vídeo, assine "English in Brazil" e "Mathematics River" ESTAMOS JUNTOS! Estamos juntos sim! Tchau tchau, até mais!

RESPONDENDO perguntas do último vídeo! (ft. Matemática Rio)

Oi gurus! Esse vídeo vai ser um pouco diferente do normal Vai ser a primeira vez que eu vou fazer um vídeo respondendo perguntas do último vídeo que saiu, que foi o vídeo onde a gente congelou a rede de computadores da faculdade inteira com um projeto de programação em Assembly

Mas a ideia é ter um vídeo pra postar enquanto o próximo vídeo não sai, que vai ser um documentário sobre o Sol que o planetário aqui do campus meio que autorizou que eu dublasse, então eu acho que vai ser algo bem legal pro canal mesmo sendo bem diferente do que eu normalmente posto, vai ser um documentário de 24 minutos sobre o Sol mais voltado pra salas de aula, pra um público mais jovem, mas isso é bom porque vai me dar tempo de produzir um vídeo completo sobre como é estudar aqui na Alemanha, que foi a dúvida que você jamais tiveram depois do vídeo que postei aqui na faculdade, a Universidade Técnica de Munique, que fica no sul da Alemanha A dúvida que mais apareceu foi qual é o curso que eu estou cursando aqui Eu mandei muito mal de não ter comentado Mas eu tô agora entrando no quarto semestre de ciência da computação, do comecei final de 2017 quando tinha 19 anos, logo depois de ter feito o ensino médio no Brasil E foi no Rio mesmo que eu fiz o vestibular tanto brasileiro (o ENEM) quanto o alemão, então esse diploma ou certificado de entrada nas universidades alemães se chama Abitur e foi isso que eu fiz numa escola bilingue do Rio

O que facilitou muito a minha vinda para cá foi primeiro fato de já saber falar alemão, isso por parte de família mesmo e também por ter cidadania Então isso tornou coisa como burocracia, abrir conta no banco, imigração, tornou isso tudo muito mais simples Esse realmente não é o caminho mais "normal" de se fazer, eu tenho vários amigos de outros países e do Brasil também que fizeram um programa chamado Studienkolleg Esse programa vai te preparar por cerca de um ano – tem gente faz em seis meses, mas fica realmente muito corrido A ideia desse Studienkolleg é que você já se acostume com o sistema universitário da Alemanha

Então você logo de cara saindo da escola vai escolher um ramo que você quer seguir – então pode ser humanas, pode ser medicina, pode ser exatas – eles têm uma lista com várias opções diferentes e nesse curso você vai primeiro provar suas capacidades na língua alemã, você vai mostrar que tem fluência Você vai ter aulas normais, preparatórias pro seu curso E assim você passa nas matérias ou nesse curso preparatório, você ganha um certificado, um diploma, que vai permitir que você estude em qualquer universidade alemã desde que você tenha a nota de corte É claro que é tudo muito mais trabalho e mais burocracia do que já de cara ter a oportunidade de fazer o vestibular alemão em si mesmo, mas é totalmente possível e você depois está aqui como qualquer outro estudante Sabe, você pode trabalhar na universidade, que aliás é uma ótima forma de se financiar aqui – eu por exemplo eu tô no departamento internacional uma vez por semana trabalhando oito horas

Vários outros amigos brasileiros meus trabalham aqui mesmo na biblioteca, é onde eu tô gravando esse vídeo agora por isso que eu devia estar falando baixinho na real Mas eles ajudam na organização, informam as pessoas, recebem os livros de volta

e enfim, cuidam de tudo aqui A universidade oferece essa oportunidades para que você como estudante consiga viver e estudar aqui o que é muito bom porque a universidade em si é praticamente de graça Essa quantia que você paga por semestre ela já te permite andar de graça no transporte público nos finais de semana

Todos esses detalhes eu vou deixar para um próximo vídeo, onde eu vou tá falando sobre como é estudar na Alemanha de forma bem mais profunda do que neste vídeo Se vocês tiverem perguntas deixem aí que eu já vou reunindo tudo, porque eu na real fiz um pouco de faculdade no Brasil antes de vir pra cá Eu fiz uns dois, três meses de sistemas de informação na Unirio Eu estava vindo só como ouvinte mesmo, então não estava nem matriculado E tive algumas aulas de álgebra linear lá, e assim, foi suficiente para conseguir ver bastante as diferenças que tem entre os dois métodos de ensino, e acho que é algo bem importante de manter em mente antes de vir pra cá

Mas vamos falar um pouco agora das dúvidas concretas que vocês tiveram sobre o conteúdo do vídeo em si O comentário que mais apareceu foi "entendi nada", então eu vou precisar dessa vez da ajuda do Professor Procópio do Matemática Rio, é um canal que me salvou no ENEM eu acho que vocês vão gostar muito também se forem lá conferir porque é parecido, é edutenimento também Basicamente o que nosso algoritmo faz é calcular a área debaixo de uma curva, ou seja, o integral de forma aproximad Bora assumir que a gente tem plano cartesiano aqui: x, y e e uma reta qualquer passando por dentro Certo? A gente quer em algum lugar aqui calcular debaixo dessa curva, e olhando bem a gente percebe que a área que a gente está procurando na real é exatamente a área de um trapézio mas eu no vídeo eu só falei que era fácil de calcular, mas eu não falei como, então é isso que o Rafael vai ajudar a gente aqui hoje

E aí pessoal, eu sou Rafael Procópio professor de matemática e a pedido do Daniel eu venho aqui dizer a fórmula da área de um trapézio É muito fácil, muito simples agora perceba: a área de um trapézio é a base maior mais a base menor desse trapézio, multiplicado pela altura do trapézio e tudo isso dividido por dois Novamente: base maior mais base menor, tudo isso multiplicado pela altura do trapézio e dividido por dois Vai contigo aí Daniel! E pronto, com essa fórmula a gente agora calcula exatamente a área debaixo dessa reta, e se fosse uma curva diminuindo esse trapézio – deixando cada vez menorzinho – a gente consegue aproximar qualquer curva, então por mais louca que ela seja, os trapézios embaixo vão nos dar uma aproximação praticamente exata à medida que a gente os torna cada vez menores Outra dúvida que apareceu foi quais linguagens que a gente usa aqui na faculdade

No primeiro semestre eu cheguei aqui sabendo um pouquinho de Python já, eu tinha aprendido Python pra conseguir programar meus próprios joguinhos e tal Eu jogava bastante jogos e coisa assim e queria muito muito aprender a criar os meus próprios Aqui no primeiro semestre você de cara já tem aulas de Assembly na aula de arquitetura de computadores e de Java, você tem que entregar um projeto toda semana Eles te dão várias tarefas para resolver e você tem que implementar os algoritmos do seu jeito lá, o que é desesperador para quem nunca programa na vida Realmente não entendo como é possível, porque você passa tipo 40 horas por semana programando se você não tem fundamentos antes, e isso paralelo a outras aulas que são bizarras, então no primeiro semestre você tem isso de programação, você tem introdução à informática, você tem matemática discreta e essa matéria de arquitetura de computadores, onde você aprende Assembly e VHDL, que é uma linguagem de descrição de hardware onde você implementa circuitos

Você consegue programar por exemplo um CPU; você consegue fazer um contador binário que consiga somar coisas sabe, é muito interessante mas é muita matéria no primeiro semestre e é bem bizarro Nessa matéria de arquitetura de computadores você chega a programar de certa forma em microcódigo, você está literalmente na prova preenchendo tipo caixinhas de zero e um pra executar certas funções No segundo semestre continua isso de ter bastante Java e bastante Assembly, mas além de Assembly entra C, que é uma linguagem de nível um pouco mais alto do que Assembly né; e no terceiro semestre, na matéria de banco de dados a gente tem SQL SQL de forma relativamente superficial, pra ser sincero Além disso tem uma matéria de programação funcional que é muito difícil, mas é muito interessante ao mesmo tempo também porque é um paradigma de programação completamente diferente do que você está acostumado; eles proibiram a gente de trabalhar com loops né, com iterações, e só permitiram a gente usar recursão, então você tem que pensar tudo de uma forma completamente diferente, mas acaba sendo extremamente poderoso porque você com poucas linhas de código faz programas que calculam coisas incríveis sabe

É muito matemático, porque você consegue provar que o seu programa vai funcionar Ou você consegue provar que um programa não vai travar em algum momento E por fim, muitos comentários falando que eu estourei a tecla Enter o que é verdade, eu sequelei mesmo, mas é que dá uma sensação muito boa de ter escrito um programa e na hora que você executa ele funciona É uma sensação muito difícil de explicar, mas é por isso que dá realmente muito prazer de meter um porradão na tecla Então Gurus, é isso por hoje, eu espero que tenham gostado desse vídeo mais informal, e brigado de coração mesmo por 90 mil inscritos Sabe, é uma marca que eu nunca imaginaria que a gente fosse bater, mas eu acho muito legal ver todo esse interesse em conteúdo educativo aqui no Youtube Brasil São vocês que estão fazendo essa diferença na plataforma, quem sabe com 100 mil pra frente a ideia é realmente trazer muito mais vídeos do que tem hoje e com qualidade muito maior também

Obrigado por acompanhar terem acompanhado essa jornada nos últimos seis anos aqui no Youtube É isso

Valeu, vejo vocês na próxima – lembrando, primeiro documentário vai ser sobre o Sol, vai estreiar, aquela coisa ao vivo nova que o YouTube inventou, e depois um vídeo em detalhes sobre como estudar numa universidade alemã Vejo vocês, brigado de novo, amo vocês Abraço!

Trabalho de língua portuguesa "A gata do Rio Nilo" e " The Pictures of Dorian Gray"

Meu nome é Gabriel Abdalla, e vim aqui para fazer uma comparação entre o livro "The Foto de Dorian Gray e 'O Gato do Rio Nilo', trabalho solicitado pelo Professor Rita da componente portuguesa, o livro "Picture of Dorian Gray" conta a história de um jovem chamado Dorian, que quer continuar com sua beleza, então ele pergunta a um pintor chamado Basil para pintá-lo, transferindo sua aparência real e sua velhice para a foto permanecendo bonita por muito mais tempo, e o livro "O Gato do Rio Nilo" conta a história de Victor Alexandre, um jovem que acaba indiretamente envolvido em um assassinato, que ele tem que esconder de seus parentes e conhecidos, e o livro também, como diz o título, a história de um gato e a vida de seu ancestral Os dois livros têm os protagonistas que se escondem seus segredos, bem como ter a história contada a partir de várias perspectivas diferentes ao longo suas narrativas, dando ao leitor a possibilidade de conhecer os outros lados da história, o grande segredos de Dorian e Victor Alexandre acabam afetando-os e a direção de suas vidas e de alguns personagens dos livros, sendo eles Dalmo que acaba assassinado a sua esposa pela influência de Victor Alexander e do Basil que acaba sendo afetado por Dorian, já que não conhecia os segredos da pintura

Também tem caráter Epaminondas e o personagem Lord Henry, sendo que acabam influenciando os personagens principais, bem como quando o Epaminondas influência Victor Alexander em relação de Dona Glorinha e Naná, e Lorde Harry que acaba influenciando Dorian falando sobre o suicídio de Sybil Vane, dizendo que não era culpa de Dorian, mas a culpa da garota Dalmo e o Basil são os personagens afetados, porque Dalmo acaba sendo afetado pelo Victor Alexander fazendo-o matar sua esposa, e o Basil é afetado quando o Dorian acaba não envelhecendo porque sua velhice foi transferida para a pintura pintada pela próprio manjericão Podemos comparar os finais das histórias com a morte de Dorian e Dalmo morte, porque o verdadeiro Dorian já estava morto antes de seu suicídio, assim como Dalmo já declarado morto porque ele estava sendo envenenado gradualmente por sua esposa que havia morrido E a conclusão que podemos tirar disso é que suas ações, especialmente as ruins, vai afetar como a sua morte vai acabar como você vai acabar, porque as ações de Dorian acabaram matando-o porque ele era malvado e eventualmente o corrompeu fazendo-o sentir-se culpado até o ponto de se matar, e Dalmo sendo levado pelo discurso dos outros, aceitando tudo o que as pessoas dizem sem pensar, acaba se tornando um assassino lutando com sua esposa e causando seu próprio envenenamento, por simplesmente não ter suas próprias opiniões E essa foi o projeto, muito obrigado por assistir

Museu da Língua Portuguesa na Bienal do Livro Rio

A língua materna é a nossa identidade E é isso que é trabalhado nessa apresentação brilhante, que eu realmente fiquei apaixonada, do Museu da Língua Portuguesa

As pessoas chegam aqui, elas, a princípio, pensam que é só a instalação, mas, quando elas vão conhecendo outros espaços, vão conhecendo as palavras que nos vestem, né, vão conhecendo que a gente, o tempo todo, abre as nossas gavetas no dia a dia e não sabe a origem da palavra boné, não sabe a origem da palavra chapéu, cachecol Então, elas vão descobrindo isso junto aqui com a gente, de forma muito natural, de forma muito leve Que a ideia é essa mesmo É trazer a língua portuguesa de forma bem leve porque está no nosso dia a dia, né, não tem como não falar dela Ah, eu posso desenhar, escrever o que eu sou

Eu me desenhei Eu botei minha cara de verde e botei, aqui, o que eu sou, que eu sou bastante legal Fiquei muito emocionado, gostei muito do que foi produzido lá dentro Achei muito gratificante as vozes, pessoas conhecidas falando sobre obras tão marcantes E toda produção audiovisual tocou muito

É muito gratificante, de verdade