BNCC na Prática: textos multissemióticos na aula de Língua Portuguesa

A importância de trabalhar com textos multissemióticos desde os anos iniciais é para favorecer o entendimento dos alunos nesse tipo de textofaz-se necessária porque os alunos têm muita dificuldade de entender o humor e a ironia que existem nesses textos Olha aqui no segundo quadrinho, vamos verserá que isso vai dar certo? Claro que váQue que aconteceu aqui nesse segundo quadrinho? Por que ele está com essa cara? Fala, Talita: Porque ele foi falar e aí ele mordeu e o chiclete é mole Ele mordeu e o chiclete é mole

Será que é isso? Fala, Camile: É porque ele foi falar e aí ele engoliu o chiclete Ele engoliu o chiclete? Todo mundo concorda com que a Camile falou? Será que aqui ele engoliu o chiclete? A escola sempre privilegiou o letramento impresso, as letras, as palavras Com o desenvolvimento das novas tecnologias, entrou no cenário a necessidade de desenvolver outras habilidades, que é a possibilidade de articular vários elementos e ler e interpretar e compreender textos multissemióticos Mas o que são textos multissemióticos? São aqueles que têm muitos elementos Você tem as palavras, você tem as imagens, os ícones, as expressões através dos desenhos, a navegação

Então, estamos para desenvolver essa habilidade Por onde nós podemos começar nas escolas a desenvolver isso? Por exemplo, pelas tirinhas Na escolha das tirinhas eu procuro pensar em situações em que os alunos vivenciam no cotidiano que tenham informações implícitas e explícitas para que os alunos consigam, a partir da leitura da imagem e das palavras, do texto que está escrito, fazer o entendimento Para isso, eu preciso trazer o contexto de produção, quem é o autor, o gênero que é a tirinha, quem são os personagens que vão estar nessa tirinha Então, eu penso em perguntas que vão fazer os alunos consigam compreender tanto as questões que estão explícitas no texto, no caso o que está escrito, quanto fazer relação entre a imagem e esse escrito para que eles possam dar sentido ao que eles estão lendo

Quando eu proponho uma leitura compartilhada da tirinha, eu pretendo, com as intervenções e com a conversa dos alunos, que os alunos aprendam com a ideia do colega Então, eles socializam o que eles entenderam e nós vamos construindo juntos, no coletivo, a ideia principal que essa tirinha quer trazer E aqui, é uma parede mesmo? Será que é? Lucas, fala para mim como que dá para perceber que aqui é uma parede e aqui é um quadro Porque tem um quadro ali e também tem uns riscos no chão parecendo que é piso Ah

isso aqui parece o rodapé do piso, o Lucas tá trazendo Vocês concordam com o que o Lucas está dizendo? Sim Então, eu planejo primeiro o agrupamento produtivo: quem é o aluno que tem uma leitura mais proficiente,uma leitura mais fluente, com um aluno que tem um pouco mais de dificuldade ainda nessa leitura

E esse aluno, mesmo com dificuldade, a partir da ajuda do colega eles conseguem ampliar o seu conhecimento sobre esse tipo de texto E também o professor consegue, eu consigo acompanhar nas duplas um pouco mais sistematicamente Então, eu indo nas duplas eu consigo fazer algumas intervenções, como eu faço lá no coletivo, mas pontuais Aqui tá escrito: E depois do jantar é hora de Bob Esponja Aí ele falou Oba!, mas ele pensou que era o Bob Esponja, o desenho

E aqui fala: Vou processar minha mãe por propaganda enganosa Porque era para lavar a louça e não assistir o desenho do Bob Esponja E aí ela fez umatroca Uma troca Ao invés de assistir o desenho, lavar a louça E essa cara aqui dele o que significa? De felicidade, porque ele pensou que ia assistir o desenho

A professora tem uma interação muito boa com as crianças Ela promove um trabalho em dupla, entendendo que o trabalho coletivo, a construção coletiva antecede a construção individual Ela leva em conta o conhecimento prévio, ela questiona as interpretações, as compreensões das crianças, comparando diferentes interpretações e ajudando as crianças a reconsiderar o que pensavam antes Quando a gente volta para o coletivo e eles socializam o que a dupla pensou a gente consegue ampliar o entendimento dessa tirinha para todos os alunos E com isso eles avançam no entendimento desse tipo de texto

E por que que está escrito bem grande, diferente dos outros balões, que as letras estão escritas menores assim e não está em negrito? Por que escreve assim? Para mostrar o quê? Porque eu acho que ele falou alto Ele falou alto, né? E como dá para perceber que ele está feliz? Que ponto tem aí que dá para perceber que ele está feliz? Como chama esse ponto? Exclamação Ponto de exclamação A partir das informações que eu tenho, e do retorno dos alunos, a partir dessa atividade, eu consigo validar ou não o meu planejamento E aí eu válido algumas informações, algumas questões que eu pensei e aí eu posso dizer isso já está garantido pro meu aluno ou não, eu preciso retomar algumas coisas que não ficaram muito claras para que eles consigam avançar nesse conhecimento, na compreensão leitora desse tipo de texto

O trabalho das tirinhas é muito importante, porque ele colabora para as crianças construírem a habilidade desse olhar articulador Muito bem, mas é preciso ir além Esse olhar articulador pode ser desenvolvido através de muitos recursos: construir vídeos de um minuto, fazer gravações, os podcasts, legendar fotos, fazer apresentações, explanações e seminários usando infográficos, mapas conceituais Então nós temos muitas ferramentas digitais que podem ajudar os alunos a encontrar formas contemporâneas e linguagens contemporâneas para expressar a sua voz A BNCC veio para validar o trabalho que já é realizado nos anos iniciais e aprofundar a discussão sobre esse tipo de texto, que são os textos multissemióticos

BNCC na Prática de Língua Portuguesa: como ensinar gramática de forma contextualizada

A BNCC de fato retoma a proposta que já apontavam os parâmetros curriculares nacionais, ou seja, trabalhar a gramática de forma contextualizada E pensando em toda a trajetória

em todo avanço que houve com a metodologia de ensino da língua portuguesa, não dá mais para pensar num ensino de gramática que seja estanque, em que o aluno vai aprender regras de concordância sem depois utilizá-las na sua produção A Base Curricular traz um ponto muito importante que é a centralidade do texto Todos os conteúdos, objetivos, habilidades, procedimentos partem de um trabalho com o texto Por quê? Porque é no texto que a língua se concretiza E mais ainda são nos gêneros de texto que a língua se concretiza

Eu acho que a escola tem que trabalhar com uma variedade de gêneros Isso é muito importante Mas cabe ao professor escolher alguns desses gêneros, dessa variedade, para ele aprofundar, verticalizar o estudo, porque ele não vai dar conta de verticalizar todos os gêneros Então, e pensando na formação da cidadania, eu escolho, no 9º ano, alguns gêneros que busquem formar o aluno também como cidadão Dentre esses gêneros, um gênero por excelência é o artigo de opinião

Eu busco trazer para o aluno diferentes exemplares do mesmo gênero para que ele possa conhecer de que forma esse gênero se constitui linguisticamente tendo em vista os diferentes autores, quer dizer, não pegar um único autor, um único exemplar Mas, para tomar contato com esse texto, para compreender bem esse texto, o que nós fizemos antes? Pode falar, Marina A gente viu os conceitos que a gente ia precisaria saber para conseguir entender o texto e que a gente não sabia Isso, por exemplo, que conceitos? Étirania Quem era o Daniel Ortega Os gêneros são sempre trabalhados dentro das sequências didáticas Num primeiro momento, quando eles começam a entrar em contato com o gênero, eu procuro trabalhar com eles a importância social desse gênero em que espaço ele circula, quais são as condições de produção desse texto, quem são os leitores que buscam fazer o uso desses gêneros

Mais um exemplo, agora no terceiro, desculpe, no último parágrafo de retomada de ideias Fala, So

Algo assim? Algo assim Algo Outro pronome, que serve para retomar uma ideia que apareceu antes O trabalho com a leitura se dá em várias camadas Uma primeira camada é a compreensão do texto, aquilo que a gente faz a primeira vez que lê um texto

Depois a professora Jaqueline vai olhando para os efeitos de sentido e analisa quais regras gramaticais estão sendo utilizadas para provocar aquele efeito Com isso ela ajuda o aluno a ter consciência de como é que o autor usou a regra e a utilizá-la na produção dos seus próprios textos Qual o papel das adjetivas nesse momento? Ana Fazer uma contextualização? Ajudam na contextualização, ou seja, elasexplicam Explicam ou apresentam quem équem? ODaniel Ortega Ela têm esse papel de expandir informações a respeito do Daniel Ortega Concordam comigo? Muito bem Quando nós vamos discutir quais os recursos linguísticos dos quais o autor fez uso para construir a argumentação, qual é o objetivo? É fazer o aluno perceber que tudo aquilo que ele vem estudando na gramática ao longo dos anos, esse conhecimento linguístico deve ser usado no momento em que ele vai tomar contato com o texto Então ele perceber que desde a seleção lexical dos substantivos aos adjetivos, das escolhas que ele faz acerca dos tipos de construções de períodos que ele vai

que estão presentes ali, tudo isso tem uma importância muito grande, tudo isso é estratégico, não é uma escolha que o autor do texto fez por acaso, mas que existe uma intencionalidade que perpassa todo o texto Agora vocês já estão também planejando seu texto Vocês também vão produzir um artigo de opinião

Até agora a gente fez um percurso como leitores do gênero E agora? Nós vamos nos tornar produtores do gênero Nós vamos também criar outro criar não, fazer uso de um outro repertório que nós estamos construindo nas aulas de língua para poder produzir os nossos textos Quando eu vou trabalhar com eles a produção de texto, de certa forma eu retomo as mesmas etapas que eu fiz com relação à leitura No primeiro momento, é discutir com eles temas que estão vinculados à realidade, temas que possam ser discutidos que possam contribuir para essa formação da cidadania O tema que eu escolhi é a liberação da caça às baleias em Florianópolis Foi recusada a liberação em Florianópolis, mas causou grande polêmica E também eu pesquisei algumas propostas alguns objetivos que o Japão tem com essa liberação Enquanto ele faz a primeira versão, o aluno pode dialogar com seus pares, dialogar com o professor, ou seja, a produção de texto pressupõe também uma atividade colaborativa, diferentes olhares, não só o meu, mas também dos colegas Feita essa primeira etapa, o aluno entrega para mim a primeira produção e eu procuro fazer uma correção que não seja uma correção pura e simplesmente voltada a questões notacionais, mas eu procuro fazer uma correção que seja orientadora para que ele possa realmente melhorar o seu texto em tudo aquilo que seja necessário A professora Jaqueline desenvolveu uma sequência didática para o trabalho com artigo de opinião Numa sequência didática, a gente articula a oralidade, a produção de texto, a leitura e a análise linguística É preciso desenvolver sequências didáticas com muitos gêneros de texto para que a gente amplie o letramento desses alunos e os tornem habilidosos, capazes de escrever e ler muitos gêneros de texto

O professor não é só aquele que vai conduzir a aula que vai orquestrar todas as atividades O professor vai ser aquele que vai possibilitar com que essas potencialidades venham fora, para que o aluno perceba que tudo aquilo que ele constrói nas aulas se tornou o arcabouço do qual ele vai fazer uso para se colocar no mundo, para expressar sua opinião, para ter uma voz E isso vai ser o exercício que ele vai levar para a vida toda, que não vai se limitar a sala de aula

Dicas de Língua Portuguesa Na Prática em 1 Minuto | Português para WhatsApp

Olá pessoal, tudo bem? Estamos de volta e hoje com o projeto Língua Portuguesa na prática em um minuto E vamos lá sem mais delongas

Recebi em um grupo de WhatsApp uma mensagem que é a história do gato desaparecido, que o nosso tema de hoje Urgente vizinhos queridos nosso gato está desaparecido há uma semana; o máximo que já sumiu foram dois dias Se alguém ver por favor nos avise; estou na rua xxxx Muito obrigada Lembrando que eu sei que o WhatsApp é uma mídia para comunicação rápida, que nós gostamos de abreviar

Veja o conteudo programatico de portugues para concluir seu supletivo ou passar em concurso.

Mas quando as pessoas escrevem com algumas falhas que a gente vai ver aqui geralmente elas também falam, principalmente na parte de conjugação de verbos Então vamos lá ver a primeira parte de falha que aparece: é a pontuação Não tem pontuação Veja aqui do lado aqui não tem pontuação nenhuma e aqui eu já coloquei a pontuação da maneira que ficaria legal Leríamos da seguinte maneira: Urgente

Queridos vizinhos, nosso gato está desaparecido há uma semana O máximo que (ele) já sumiu foram dois dias Se alguém o vir, por favor, nos avise

Estou na rua xxx Muito obrigado Então, a primeira falha é a de pontuação A segunda é o “há” com “h”, de tempo decorrido Está no passado, tempo que já passou

Então, deveria estar com “”h e não o “a” artigo A próxima é a ausência do pronome que recupera o que foi dito anteriormente Então precisava ter colocado aqui Se você usar na sua escrita vai ficar muito mais legal Depois, a conjugação do verbo ver, que neste caso, tem que ser usado como “vir” : se eu o vir

e não, se eu o ver que é muito comum também, pessoal Se quiser deixar mais formal, podemos usar o avise-nos Fica aí a dica para que você melhore seu português, para que você melhore a comunicação, porque é muito legal ver as pessoas falando cada vez mais adequado com a nossa língua e respeitando as regionalidades; eu sei disso, mas nós estamos falando aqui de norma culta e para a norma culta isso é muito importante Beleza? Gostou do vídeo? Curta, compartilhe, e inscreva-se no canal para ver outros vídeos #FocoNaAçãoFéNoResultado

“Nos vemos” por aí e lembre-se: – você é responsável por seu sucesso Tchau!