AMPLIFICA por Emicida – Preconceito linguístico no dia a dia

"Esse preconceito linguístico, ele é muito presente no nosso dia a dia" ♪ [Música] ♪ Um idioma… Ele também traz junto uma visão de mundo

As vezes a tradução até amaldiçoa, no sentido original, porque ela minimiza aquilo para caber dentro da perspectiva de alguém que não vive dentro daquele contexto, saca? Então, o peso de uma saudade, o que a palavra saudade significa para quem fala português, está à anos luz do que um "i miss you" Significa muito mais do que isso, mas isso precisa ser diminuído pra caber dentro da lógica dessas pessoas que vêem de fora ♪ [Música] ♪ O português do Brasil, na verdade eu nem gosto de chamar ele de português, porque eu acho que A gente fala brasileiro A gente não fala igual à Portugal, é um idioma parecido, mas é outro Recebemos imigrantes aqui De tantos lugares do mundo, diferente, que cada um trouxe um pouco de si, colaborou com isso aqui, é uma expectativa meio óbvia, que surja uma maneira nova de se falar no Brasil O português de Portugal tem uma santidade, é meio sacro a sílaba tônica Ela é no lugar correto E no Brasil, se eu quiser que tenha cinco sílabas tônicas na palavra, que se f***, eu que estou falando Se a gente falar: "Ma-ra-vi-lho-so", todas as sílabas são fortíssimas

♪ [Música] ♪ A língua foi se moldando às necessidades e às culturas que estavam presentes em cada uma das regiões do Brasil E quando você vai falar da periferia, a necessidade de se comunicar rápido, a norma culta às vezes é mais lenta, tem muitas pessoas que não tem um diploma, mas tem uma vivência e aquela vivência ali é tão ou mais importante do que várias coisas que a Academia trouxe para o mundo E que se você teve a oportunidade de adquirir um conhecimento… Você tem a obrigação de compartilhar ele E fazer isso de uma forma afetuosa, não arrogante Existem níveis de escolaridade, existem níveis de letramento, existem níveis econômicos mesmo, de acesso à escolaridade, sacou? E se eu desconsiderar isso em um país como o Brasil, eu vou estar sendo muito canalha, a sociedade no Brasil tem o hábito de ser muito canalha

Se uma pessoa fala "mesmo" ou fala "memo", a partir do ponto que a intenção é você entender, se você entendeu a ponto de entrar naquela história, a missão foi cumprida, se você pontua aquilo para marcar que aquela pessoa não obedece a norma culta da maneira tradicional, talvez tenha um problema em você, não em quem está falando ♪ [Música] ♪