EXEMPLOS DE OPERAÇÕES | MATEMÁTICA BÁSICA #3 | Prof. Diego Viug

Oi, galerinha! Estamos de volta, sou o professor Diogo Viug, estou na playlist de matemática básica, e se você não viu nossos primeiros vídeos, clique no card para ficar por dentro de tudo que rolou Show? Estamos na parte de exemplificar operações dentro do Conjunto Natural

Fiz alguns exemplos, e mostrarei como proceder quando encontrar adição "Ah Viug, isso é muito fácil!" Vamos fazer juntos, coloquei aqui dois exemplos bem tranquilos Nesse primeiro, 35 + 12 Como você faz? Você primeiro soma as unidades; 5 +2 dá 7 3 + 1 = 4

Só isso? Só Essa é aquela soma que não traz problemas Onde começa a dar problema? Veja o 2º exemplo: Quando faço 7+4, dá 11, e você não pode botar 11 aqui Você coloca só o 1 Mas por que? Lembra que aqui é a unidade? Unidade, dezena, centena

Se você teve 11, é a mesma coisa que uma unidade e uma dezena, então aqui você coloca o 1, é o famoso vai 1 Vai para onde? Esse vai 1 passa para a próxima casa, e quando você soma, você tem o 5+2 com esse 1 que veio da soma das unidades 5+2=7, +1=8 E esse 1 que você soma com ninguém, pois tem 0 centenas, você terá 1 também Então, 181 é nossa resposta

Aqui, por incrível que pareça, muita gente tem dúvida e dá mole Pode ser que isso de vai 1, 2 ou 3, pois você pode somar uma quantidade maior de termos, confunda a galera Pode copiar as duas continhas exemplificando a adição Vamos para a substração, que tem um procedimento um pouco parecido, mas dá mais problema Com a subtração, pode ser que você encontre uma conta bem simples como essa, 35-12, onde você não vai encontrar nenhum tipo de problema mas pode ser que você encontre dificuldade quando a subtração não pode ser feita

Como assim? Quando tiver o 264 -138, já temos um problema, pois 4 não dá para subtrair 8 Na adição tem aquilo de sobrar uma dezena e passar para a próxima casa, e na subtração é o contrário, é o famoso pegar emprestado Por partes: vamos colocar o 35-12, que é clássico 5-2, beleza, 3-1, beleza Ninguém errou essa, tenho certeza

Quando você vem para cá, o cara fica bolado O 4, galera, não dá para tirar 8, então você empreta uma dezena do 5, 10 unidades Quando você junta com esse 4, ele passa a ser 14 Ficou feio, bem juntinho Isso resolvemos rapidamente 14 – 8 já dá para fazer, isso vai dar 6

Só que quando peguei emprestado, o 5 deixou de ser 5, pois emprestou 1 Ele se tornou 4, e 4-3 vai dar 1 2 – 1 você consegue também, vai dar 1 "Viug, entendi perfeitamente Minha pergunta é: existe alguma conta que eu tenha sempre que pegar emprestado?" Sim, enquanto escrevo no quadro, faça no seu caderno 323 – 175

Essa conta pegaremos emprestado várias vezes 323 – 175 De cara, vemos o problema em 2 momentos: O 3 não dá para tirar 5, e o 2 não dá para tirar 7 Esse lance de pegar emprestado vai acontecer 2 vezes O 2, quando empresta uma dezena para o 3, vai virar 13, e 13-5=8

Mas aqui quando emprestou ficou 1 1-7 não dá para fazer, e o que fazemos? Pega emprestado do 3 Quando emprestou, de 1 virou 11, e 11-7 você sabe fazer Aqui era 3 mas emprestou, ficou 2 2-1=1

148, gente Por que isso gera tanto erro nas provas? Porque vocês tem pressa Escrevem rápido e não fazem as devidas indicações Claro que uma prova com pouco espaço atrapalha, então o que peço: Procurem cada vez mais ser organizados Olha a importância de colocar um cara exatamente em cima do outro

Imagina se minha conta fosse embaralhada Não funcionaria Nosso sistema é posicional, e a posição dos algarismos é relevante para o número, então atenção quando formar a subtração Vamos falar da multiplicação Ela pode ser fácil, difícil, mas o mais complexo é que ela tenha um processo longo

O procedimento para a multiplicação não é rápido, então é necessário que você tenha paciência além da organização Vou mostrar 3 contas que te deixarão craque nisso Coloquei uma conta bem simples: 23×5 "Viug, porque você escolheu uma conta básica?" Porque essa aqui todos conseguirão fazer, mesmo não sabendo o processo 23 + 23 + 23 + 23 + 23

Aí você será feliz e descobrirá a resposta Quero mostrar como funciona o algoritmo Multiplico 5×3, que dá 15 Ficou feio meu 5, ficou melhor "Cadê o 1, Viug?" Vem para a dezena

E 5×2=10 Com esse 1, fica 11 Assim faço a multiplicação Multiplico separadamente e vou ser feliz Mas como funcionaria se multiplicasse o 23 por 42, que é outro cara com 2 algarismos? Você faria um processo parecido, mas o que está por trás do processo é multiplicar 23 por 40, depois por 2, e somá-los

Vê se não faz sentido: 23x(40+2) Isso que está por trás do algoritmo da multiplicação Vou mostrar você como fica 23×42, vai tentando aí! Estão prontos? 23×42 está aqui Farei o que disse para vocês: 23×40 e 23×2 Como monto essa estrutura? Façamos o 23×2 primeiro

2×3=6 2×2=4 Na hora de montar o 23×40, é a mesma coisa que fazer 23×4 e colocar um 0 no final, e por isso faremos usando a posição 4×3=12, 4×2=8, com mais 1 que foi lá, 9 "Viug, cadê o 0?" Está aqui Quando montei a conta 23×42, fiz a conta 23×2 e 23×40

Aí vou somar esses valores Faz sentido? 6+0=6, 4+2=6, 9+0=9 966 é a conta que você precisa Assim como fiz uma multiplicação com 2 algarismos, poderia fazer com 3, com 4, 5, com quantos quiser, desde que bem estruturados Lembrando que a posição é muito importante

Podemos fazer outros exemplos em outro momento A ideia básica foi passada Agora, chegamos ao momento da divisão, lembrando que para fazer divisão, vou sempre estruturar um divisor, um dividendo, o quociente e o resto Vou mostrar o algoritmo para fazer a conta da divisão, e botar alguns exemplos também É assim que se faz uma divisão Dividendo, Divisor, Quociente e Resto

Dividimos esse número por esse vamos obter uma resposta e o resto O exemplo que darei inicialmente é 175/5 Como faço isso? Vou pensar O primeiro número, a centena Pode ser dividido por 5? Não dá

Vou pegar o 17, e botar algo em cima 17 dá para dividir por 5? Dá Vai dar 3 3×5, 15 Aqui embaixo eu coloco o resto da conta

2 Viug, não dá para dividir mais, então vou baixar o 5 25 por 5 dará 5, e o resto é 0 Essa é uma divisão que chamamos de exata, porque deixou resto 0 "Sempre vai ser assim?" Infelizmente, não vai funcionar sempre tão bonitinho, e vou colocar outros exemplos onde a divisão não é exata e tem algumas dificuldades no meio do caminho

218/8 É o mesmo procedimento 21/8, olha a importância da tabuada Tenho que saber que 3×8 é 24, então não pode ser 3 2×8 é 16

Para completar o 21, tenho resto 5 58, olha a tabuada de novo 7×8 é 56, então para completar, resto 2 Acabou Essa é a divisão

"Mas Viug, não tivemos problema!" Não tem nenhuma pegadinha no caminho Vou colocar uma divisão que a maioria das pessoas erra, e você jamais terá problema, ficará ligado no detalhe no meio da prova 5215/25 Como faço? É a primeira conta que fazemos com 2 algarismos no divisor O procedimento é igual

52 por 25 é fácil, 2×25 é 50 Aqui, sobrou 2 Quando baixo esse 1, fica 21/5 Não dá! Então baixa o outro número, fica 215 Só que quando ele faz isso, é aí que ele erra

Na verdade, essa divisão 21/25 é possível, mas ela dá 0 Você tem que botar o 5 antes de descer o 5 Agora, 215/25 é fácil de fazer, pense comigo 4×25=100 8×25 será 200

Então, você terá resto 15 É importante lembrar que o resto é sempre menor que o divisor Esse 0 aqui é o que derruba o pessoal na hora de fazer conta O que sugiro para não correrem esse risco? Se pensaram no 28, façam aquilo que chamamos de prova real Multipliquem 28 por 25 que vocês verão que não dará o 5215, que aí refaçam a conta caso observem que tenham feito errado

É isso, cuidado com esse 0, que é onde vocês patinam, e nunca mais esquecerão que terá problema quando não dá para continuar 21/25 você baixa o outro sem botar o 0, e agora não erra mais Esse foi nosso vídeo sobre operações básicas no conjunto dos naturais e em breve falaremos sobre mais matemática básica no nosso canal Curtam nosso vídeo, inscrevam-se no canal e aguardem Tem muita coisa boa vindo por aí

Beijo, tchau!