PROBLEMAS LINGUÍSTICOS

♫ Musica ♫ Hoje no programa problemas linguísticos Eu vou conversar com Marcos O Marcos tem um problema com conectivos Não é isso Marcos? Apesar que sim E quando começou?? Daqui que eu era pequeno Por isso ultimamente piorou Se bem foi por causa das drogas, assim das quais eu tomei em doses cavalares por causa de manhã cedo Entendi Então você tomou muitas drogas

foi isso Marcos??? Apesar que sim por causa que eram poucas assim, as quais eram leves Entendi Você esté fazendo algum tipo de tratamento? Tô sobretudo falto muito ás sessões Porém São em Copacabana Mas pego muito trânsito entretanto Muito mesmo

Na Barata Ribeiro Outro sim pego Ahh, Toneleiro Por isso Eu chego em meia hora desde a Barra No que se refere a Copacabana Ok! Marcos quem tá com a gente aqui também, é a Lucia A Lucia tem um outro tipo de problema não é, Lucia? É verdade? Eu acho que sim Eu sei que é verdade? Ah, o problema da Lúcia é com inflexões Isso? Ela troca a entonação de perguntas e respostas, não é isso Lúcia? Agora acertou? Agora eu acertei sim, cê tá afirmando, sim eu acertei! Você acha isso grave! Não sei, eu que te pergunto, você acha isso grave? Não Acho? Agora fiquei um pouco na dúvida se você está me perguntando ou respondendo, porque as vezes confunde um pouquinho

Você pode ajudar a gente! Quero, apesar que Posso Bom, a gente vai para um rápido intervalo, resolver este enigma aqui E no próximo bloco, Joel Santana e o plural Fique com a gente! ♫ Música ♫ Muito obrigado por sua audiência e no programa de amanhã O Presidente Lula vai explicar pra gente como é ele consegue trocar o "S" pelo "F" A cantora Vanusa também vai estar aqui com a gente, explicando os efeitos do remédio para labirintite na hora de cantar A nutricionista Rute Sanduíche Iche lemos, e um estranho fenômeno As palavras que tem eco Também direto de Minas Gerais em um link ao vivo, a banda Jota Quest vai explicar o Trecho: Fácil, extremamente fácil pra você e eu e todo mundo cantar junto e pra terminar Dilma Rousseff e coerência Até amanhã!

Portuguese| Português para estrangeiros: 10 GÍRIAS Brasileiras

Oi, pessoal, tudo bem? Hoje nós vamos falar algumas gírias que são bem usadas aqui no Brasil Essas palavras, essas gírias que eu nem considero tanto como uma gíria elas dão uma leveza no seu discurso, no seu dia a dia na sua comunicaçãos Deixa você já mais de uma maneira natural, realmente parecendo um brasileiro A primeira, vocês já conhecem é aquela: "E AÍ?" E aí, tudo bem? então a empresa oi tudo bem no lugar a gente é incrível como as pessoas estão falando beleza beleza eu mesma mensagem beleza beleza beleza usamos muito mesmo não é algo tão informal assim não é algo que você possa parecer uma linguagem muito chula é uma linguagem muito de baixo padrão não é isso ela já está bem inserida na nossa sociedade no primeiro dia de aula ensinando 18 beijo gay não ninguém fala isso na empresa todo mundo fala desejo nosso jovem que eu olhava boca piauí mas ele é um homem assim mais velho deles da empresa trabalhando bem e faz já tenho cinco anos de aula para esse aluno então é bom a próxima é obrigado valeu valeu valeu muito legal também fechou a mesma coisa então pergunto a minha noite vamos no cinema depois um barzinho a pessoa estava pensando em mesmo no cinema talvez porque achou que a então fechou condenado e depois nos tempos no topa que significa que você aceita sim o acesso então fala comigo eu tô beleza fechou é bem eu tenha conversas a e depois nós temos um motor dentro do fora e aí fala a amiga que um jogo de futebol lá o pessoal tá chamando a rodeio tonente também ou seja estou dentro nem todo dentro ou uma área de aniversário lá da minha lirinha vamos junto em casa estou fora ou fora nesta amanhã estou muito ocupado então a pessoa está fora né não quer se comprometer com isso pelo menos falar tô dentro e outro fora nesta continuação essa mesma linha nós temos o tanto fora a fora é uma pessoa que não está por dentro do assunto né não está entendendo que estavam lá fora não sabe quem está por fora e depois o outro é o tom é boa nada boa fala nada né tô à toa estou a toalha ou seja todos e nada estou achando de contas na vida estou à toa é comum também empregadas que vai falar que vocês sabem várias lagoas ou seja o disponível estou sem fazer nada não é essa identidade é preciso até hoje nem posso falar tô à toa ou fiquei à toa também que o último é o bea que significa todos embora é bora bora lá vamos nós vamos fazer isso vamos fazer isso juntos não pode fazer um jantarzinho bola tomar vinho para viajar ok volte espero que vocês tenham gostado se vocês gostaram do méxico tirou fechou a quem é muito grande e até a próxima

O que é Linguagem? – Resumo para o ENEM: Português | Descomplica

00:00 – Português Aline Bello Linguagem 00:15 – Olha para uma nomenclatura da prova do Enem, percebemos que a prova é chamada de linguagens, código e suas tecnologias Desse modo, o Enem valoriza o aluno que está ligado com a sociedade em que ele vive

Essa Os valores de língua, linguagem e sua aplicação na sociedade 01:10 – A prova é ver se o aluno é capaz de detectar os eventos que acontecem com língua portuguesa Nós temos o padrão padrão que é denominado padrão de referência ou cultura que é prescrita pela gramática normativa da língua portuguesa 01:30 – No entanto, na rua os humanos não usam uma língua semper na norma culta O Enem vai 02:00 – Uma linguagem diferente de expressão verbal ou não verbal Tipos: Verbal – Construídas por meio de palavras

Não verbal – Construída via de símbolos não verbais como imagens, cores, gestos Mista ou híbrida – Mistura das duas anterioresExemplo: Encargos

02:50 – Outro conceito de extrema importância é o de língua A língua é o tipo de linguagem verbal que é utilizada por uma determinada comunidade O que nos importa é uma variação que acontece na sociedadeNós, não utilizamos sempre uma norma cultaNo dia-a-dia utiliza uma linguagem coloquial

The Portuguese Language and What Makes it Intriguing

Então, você é de onde? Brasil? Sério? Eu falo espanhol! (barulho de soco) Au! Olá pessoal, bem vindos ao canal Langfocus meu nome é Paul, hoje eu vou falar sobre português Português é uma língua que muitas vezes é ignorada no Canadá se você disser para alguém que quer estudar português Eles podem dizer "oh, isso não é tipo espanhol?" ou pior, eles podem dizer: "Por que português? Por que você não estuda espanhol em vez disso?" (sarcarmo) Tenho certeza que falantes de português adoram isso

A verdade é que português é uma das principais línguas do mundo com algo entre 215 e 220 milhões de pessoas é a segunda língua romântica mais largamente falada após o espanhol assim como o espanhol, ele é largamente falado porque se espalhou pelos quatro cantos do mundo durante o período colonial é a única língua oficial em Portugal, Brazil, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe E co-oficial em Timor Leste, Guiné-Equatorial e Macau Assim como todas as línguas românticas, português se desenvolveu do latin vulgar que era o latin falado durante o Império Romano juntamente com o espanhol castelhano além do galego e algumas outras línguas eles formam o galho ibero-românico da família de línguas românticas é chamado de ibero-românico porque vem da Península Ibérica quando os romanos conquistaram a península Ibérica, o latim vulgar começou a ser falado lá é começou a se divergir com o tempo em diferentes dialetos regionais e no século X esses dialetos tinham se diferenciados o suficiente para serem considerados línguas distintas mas português ainda não existia exatamente, galego-português, também chamado de português arcaico existia o galego-português se separou em duas diferentes línguas modernas galego e português até mais ou menos o século XVI apesar de ainda serem bem semelhantes pelo que tenho ouvido A língua recebeu esse nome, português, no ano 1290 quando o rei de Portugal abriu a primeira universidade em Portugal e ele decidiu que a língua instruída não seria latim, mas sim o latim vulgar a língua falada, e ele decidiu chamar essa língua de português Portugal ainda era um reino relativamente novo naquele tempo e a língua nunca tinha sido chamada de português antes, era apenas chamada de latin vulgar e não era ainda muito distinto do latin vulgar falado na Galícia nos anos de 1500 quando a recém inventada imprensa ajudou a fazer do português uma língua padronizada, Portugal já tinha começado a explorar e colonizar diferentes áreas do mundo trazendo sua língua com eles e o resultado final é esse português é falado por aproximadamente 10 milhões de pessoas em Portugal mas é muito mais disperso ao redor do mundo é falado por 205 milhões de pessoas no Brasil é também, é claro, na África na Angola é a língua nativa de aproximadamente 5 milhões de pessoas 20% da população, mas também é largamente usada como uma língua franca que une os diferentes grupos étnicos do país, estes são aproximadamente 15 milhões que falam como segunda língua 500 mil pessoas em Cabo Verde falam um crioulo baseado no português como língua nativa mas eles aprender português como segunda língua para propósitos oficiais também em Guiné-Bissau a língua mais comum é um português crioulo, mas português é também uma língua oficial com aproximadamente 200 mil falantes nativos em Moçambique há 1,9 milhões de falantes nativos e outros 10 milhões que o falam como uma segunda língua em São Tomé e Príncipe é falado por outras 120 mil pessoas como língua nativa na Guiné-Equatorial foi designado recentemente como língua oficial apesar de não ser falado lá, eu acho que fizeram isso para promover suas relações com outros países falantes de português na região E não vamos esquecer da Ásia português é uma língua co-oficial em Timor Leste que era uma colônia portuguese até 1975, nos dias atuais é uma língua oficial novamente mas na maioria apenas pessoas mais velhas falam e quase todos como segunda língua também em Macau, português é falado por 0,6% da população como língua nativa e também por alguns idosos como segunda língua, mas não muitos nos dias atuais Há também antigas colônias portuguesas na Índia especificamente em Goa, Damão e Diu

Portguês é falado por algumas pessoas lá, mas os números são bem pequenos atualmente Há também portugueses crioulos falados em Malaca, Malásia; Flores, Indonésia; Baticaloa, Sri Lanka e Aruba se incluirmos os falantes como segunda língua teremos então 250 a 260 milhões de falantes de português aproximadamente que não inclui as línguas crioulas Português é a sexta língua mais falada do mundo! e é também a língua mais falada na América do Sul mesmo sendo falado apenas em um país lá, Brasil Há diferentes sotaques e dialetos do português, mas as duas categorias principais são português europeu que é falado em Portugal e português brasileiro que é falado no Brasil O português brasileiro é parecido com o português do século XVIII e tem também influencias das línguas indígenas e africanas das pessoas foram para o Brasil Eu tenho lido vários comentários de diferentes pessoas a respeito disso e aparentemente a diferença entre o português brasileiro e europeu é basicamente iguais as diferenças entre o Inglês britânico e americano eles tem sotaques diferentes, pronúncias diferentes, algumas palavras e expressões e um pouco da gramática é levemente diferente mas basicamente elas são a mesma linguagem e são inteligíveis apesar de que às vezes dependendo da sua exposição a outra variedade da linguagem você pode ter algum problema para entender ou comunicar Qual é melhor para estudar? Bem, a maior parte dos estudantes de português costumam dizer que o português brasileiro é mais fácil para aprender, e além do mais, o Brasil tem uma população imensa de mais de 200 milhões e é mais fácil encontrar brasileiros pelo mundo do que portugueses, na minha experiência Além do que, as telenovelas brasileiras são bastante populares pelo mundo e elas fazem as pessoas de outros países falantes de português bastante familiarizados com o português brasileiro então, na minha opinião, a melhor para aprender é português brasileiro a não ser que tenha planos específicos para visitar ou viver em Portugal Pode ter também algumas outras razões para que eu prefira o português brasileiro mas não há necessidade de falar sobre isso agora Você sabia? A península Ibéria esteve sobre o domínio islâmico por algumas centenas de anos e durante aquele tempo Portugal absorveu algumas influencias da língua árabe e isso inclui umas 8 mil palavras de origem árabe, algo similar também ocorreu com o espanhol

Há também algumas palavras portuguesas que entraram no vocabulário inglês por exemplo, brisa, cajú, cobra, embaraço (vergonha), flamingo comidas como, marmelada, melaço, tapioca e o inseto, mosquito Como a maioria das línguas românticas, português tem várias palavras reconhecíveis para falantes de inglês, devido à influencia francesa e latina no inglês Vamos dar uma olhada em um frase em português e eu vou te mostrar o que quero dizer Ok, perdoem minha pronúncia pessoal então vamos olhar para algumas palavras aqui cantora, que se parece com a palavra inglesa "cantor" que é alguém que recita músicas em uma sinagoga ou igreja eu acho que cantora é uma "singer" compositora, se parece com "composer" então acho que significa "musical composer" instrumentista, que eu acho que parece com "instrumentalist" ou "musician" produtora se parece com "producer" então produtora musical deve significar "musical producer" e então atriz que deve significar "actress" e norte-americana que parece "north american" Então, se você olhar todas essas palavras e meio que analisar cada palavra você pode adivinhar o sentido da frase facilmente Várias frases em português são desse tipo elas não são sempre tão simples, mas eu te dei um exemplo só para mostrar que você pode muitas vezes reconhecer palavras como essas Então você provavelmente aprende ler português facilmente se você é um falante de inglês e se você conhece alguma outra língua romântica você provavelmente já poderá ler bastante sem nunca ter estudado a língua

Claro que para falar e escrever vai ser preciso foco e esforço porque isso significa que você tem que produzir a fonologia, produzir a gramática assim como qualquer outra língua Então, pare de pensar que português é o estranho irmão menor do espanhol ela é atualmente uma importante língua global que sustenta a si mesma Obrigado por assistir o canal Langfocus se você está interessado em português e no Brasil assista o meu vídeo sobre o Brasil no meu outro canal Geofocus, que é logo aqui Obrigado por assistir e tenha um bom dia

AS MAIORES DIFICULDADES PRA MIM EM PORTUGUÊS

Oi pessoal É Damon e Jo não está aqui porque ela está em NY e eu estou em Paris Tão linda, não é? Mas tudo bem, porque neste vídeo eu vou contar para vocês meus problemas com o português -Nós vamos falar sobre tudo isso- Como as coisas que você talvez nunca tenha notado Quando eu estava crescendo em Indiana o paraíso Eu nunca pensei que eu iria aprender Português Eu nem conhecia ninguém do Brasil quando era jovem, nunca tinha ido ao Brasil antes Eu estive no Brasil duas vezes, pessoal Quando eu falo em português com alguém do Brasil ou de Portugal, eles sempre me perguntam "Português é muito difícil, né?" E não, não é Eu não acho que o português é muito difícil Vocês em casa devem ser como "Sim, Damon Eu acho que é um pouco difícil para você" Mesmo assim eu tenho alguns problemas com isso, então vamos começar Olha, por que vocês têm duas formas do número dois? Tem "dois" e tem "duas" Mas não há "três" e "tresa" Não há "quatro" e "quatra" E talvez você vai me ouvir dizer coisas como "me dê dois (" dois ", masculinos) frascos" Não, não são "dois (dois) frascos" Damon, é "duas" A palavra duas mudanças "Seu (seu, masculino)" e "sua (seu, femenino)" Eu sempre penso que "seu" e "sua" são como "dele (his)" e "dela (ela)" "Sim, sim, meu amigo sim, sua (sua) casa" Não, em "sua (sua) casa" eu estou falando de você, mas eu queria dizer "Não, não, é a casa dela" O pronome muda sua posição "É o meu (meu) celular" "É o seu (seu) celular" Mas se este for o celular de Jo, diremos "É o celular de Jo" Então, nós temos este Por exemplo, se estou falando com meu amigo João e esta é sua garrafa, o que eu faço? É "sua garrafa (masculina)" porque você é um homem ou é "sua (sua, feminina) garrafa" porque garrafa é uma palavra feminina de gênero É a garrafa "sua" Sim, sim, eu entendo, mas é muito complicado para alguém que tem que mudar o gênero do objeto quando não existe em inglês Os dias da semana Quando você planeja sair, comer, encontrar amigos Eu sempre tenho que

DICAS para FALAR em PORTUGUÊS!

Oi pessoal, tudo bem? O vídeo de hoje é para você que quer falar português, mas não tem ninguém para conversar Você tem esse problema? Então, vamos resolver isso hoje! Exatamente

Hoje e vou dar dicas para você começar a falar português e praticar todos os dias, está bem? A primeira delas é para você que quando quer falar em português, começa assim é terrível não é? Quando a gente quer falar e as palavras não vêem Essas dicas são importantes para você praticar qualquer idioma, tá bom? Nesse caso nós vamos falar do português, é claro

E por que isso? Porque senão você estuda, estuda, estuda e na hora que for precisar falar, não sai nada Não é mesmo? Aí vai ficar Não é verdade? Então, não é essa ideia, a ideia que você comece a falar hoje, tá bom? Mas não tem ninguém para conversar em português? Eu não tenho amigos brasileiros eu não conheço ninguém

Não tem problema, tá bom? Vamos prestar atenção A primeira delas, qual é? É para você ler em voz alta um pequeno texto em português O que é pequeno texto? Cinco linhas Se você está começando, cinco linhas está bom Ou dez linhas, se você já sabe um pouco mais português, leia dez linhas

Vai ler como? Em voz alta, um tom acima da sua voz Não é para ler assim Não! Precisa ler: "hoje está um dia muito bonito

Fui ao parque com os meus amigos, depois tomamos um açaí na casa da dona Joana" Por que tem que ler em voz alta? Porque você começa a se perceber se está falando corretamente, não é? Porque, se você está lendo assim você não vai estar se ouvindo, não é mesmo? E não está falando exatamente

Quando você lê em voz alta, também você vai estar exercitando seu aparelho fonético Nós quando nascemos e aprendemos um idioma, nós desenvolvemos o nosso aparelho fonético para pronunciar aquele idioma Então, os fonemas que aprendemos são somente aqueles Quem é bilíngue vai aprender outros fonemas também E então, quando estamos estudando, precisamos praticar esses outros fonemas

E, como vamos praticar e aprender? Só falando e se não temos ninguém para falar, nós vamos ler um texto em voz alta e assim, desenvolvemos esses fonemas Quando, por exemplo eu estava estudando espanhol no passado, eu não sabia fazer o R desse jeito RRRR e a professora falava, vocês têm que praticar, vocês precisam praticar este R e muitas pessoas não conseguiam tremer a língua assim

E depois com muita prática, todos conseguiram A mesma coisa em inglês, nós não temos no português o TH com este som de que coloca a língua entre os dentes

Isso é prática Tivemos que ficar praticando, praticando, até se tornar uma coisa natural E a mesma coisa vocês, então vocês vão falando, falando, mesmo sozinhos que vocês vão, o que? Exercitando o aparelho fonético de vocês para o idioma português, vão aprendendo esses novos fonemas que vocês não têm e aí vai se tornar uma coisa natural quando vocês realmente precisarem falar português Está bem, combinado? Isso é para fazer hoje! Terminou aqui o vídeo, pega o texto e lê em voz alta, combinado? Então está bem Depois, a segunda dica para vocês é tentar imitar o brasileiro

É o português brasileiro que vocês estão aprendendo? Então, vão tentar imitar o brasileiro Como assim professora, vou tentar imitar? exatamente E por que isso? Quando nós imitamos, nós pegamos o ritmo da fala E isso é um fator bem importante, porque muitos alunos eu percebo que muitos dos meus alunos aprendem o português, as palavras, fazem a tradução, certo? Mas, na hora de falar, fala no ritmo do seu idioma nativo E aí, não fica bom

Muitos brasileiros acabam não entendendo que eles estão falando Entende? Fica aquele sotaque forte, não é? Porque precisa pegar o ritmo Então, você tem que imitar um brasileiro Muitas pessoas falam, por exemplo, que nós falamos meio assim Então, é isso que você tem que fazer Ah e como eu vou imitar? Uma pessoa fala, você pega uma frase de um brasileiro Por exemplo, pega um vídeo meu, assiste, pega ali um pedaço do que eu estou falando e repete exatamente do jeito que eu falei No mesmo ritmo, na mesma intonação

Percebam Isso eu aprendi também na época da faculdade Vocês sabem que eu sou formada em Letras, em línguas e a professora pedia para nós fazermos isso, porque isso é para trabalhar com tradução, especialmente a tradução simultânea Então, tem que ir falando Ela ia falando e nós íamos repetindo exatamente o que ela tinha falado, naquele mesmo ritmo! E vocês têm de fazer igual

Porque aí vocês vão pegar o nosso ritmo Senão fica assim, eu vou dar um exemplo Eu estou trabalhando aqui no Brasil Eu gosto muito do Brasil, mas estou ainda um pouco perdida, com muitas coisas, mas ainda assim estou tranquila, gosto do país, dos parques, de tudo! Falei português Todas as palavras em português

E o ritmo? O que vocês acharam? É a mesma coisa É a mesma coisa Então, precisa falar no nosso ritmo ou em qualquer idioma que vocês estejam aprendendo, tem que falar naquele ritmo daquele idioma Está bem? Uma boa ideia é cantar Quando vocês cantam, vocês vão falando exatamente como aquele cantor

Então, pega aquele ritmo da fala, certo? Meu Deus do céu! Vou deixar o link da música Essa música é linda, muito antiga, mas muito bonita mesmo! Tem que escutar até o fim, porque é forte, mas eu vou deixar o link aqui em baixo Tá bom, pra vocês Bem, e qual é a terceira dica: falar sozinho Ai, agora vou ser louca, né

Vou ficar falando sozinho aqui em casa Sim Você está no carro dirigindo, começa a conversar Começa a falar: " bom, hoje preciso fazer isso, preciso enviar um relatório, preciso Tenho uma reunião Às 11 horas vou almoçar e começa a falar Porque você está praticando! Está sozinho? Tá, "mas não tem ninguém para me corrigir" Tudo bem

Você mesmo começa a se perceber e quanto mais você fizer isso, mais vai ficar uma coisa natural também para você E depois, você mesmo vai se corrigindo porque você começa a se perceber também se está certo ou não está Entende? Ou quando você está no chuveiro, tomando seu banho, começa a falar: " hoje no meu dia eu fiz muitas coisas, hoje eu fui ao banco, hoje eu fui ao supermercado, eu fiz muitas coisas" Vai falando E aí se você tem alguma dúvida, depois você também procura no dicionário, porque aí você já sabe qual é a dúvida que você tem

Não vai esperar estar falando ou precisando falar com um brasileiro, para ter as suas dúvidas Não é ? Você já pode fazer isso todos os dias e é um exercício rápido, às vezes, dois minutos que você faça isso, já está bom Você já falou um pouquinho do português todo dia 360 dias do ano é bastante, é muita coisa Está bem, combinado? Vamos começar a fazer isso gente? Beleza! Pode conversar também com o cachorro, com gato

Eu fazia isso quando eu estava estudando inglês, conversava com o cachorro O cachorro não julga você, não fica te corrigindo, não ri da sua cara É maravilhoso Eu acho perfeito conversar com o gato, cachorro, passarinho Tá bom, não tem problema nenhum com isso

Está bem? E começa Ai, eu tive um dia difícil estou cheio de problemas hoje vedar sim estou cheia de problemas Você não sabe o que aconteceu! E uma última dica, que também era muito comum o ensino de línguas no passado, é o que? Gravar a sua voz

Hoje em dia muito fácil, temos o celular Então, é só gravar a nossa própria voz Tem aquele bloco de notas, onde nós podemos gravar, fazer gravação Então, você pode gravar algumas coisas Imagina, todo dia gravar uma frase duas frases, um pouquinho

E depois de um mês, dois meses, você escuta e fala: nossa, que diferença, olha como eu estou mais natural agora Não é? Imagina depois de seis meses: "nossa como eu melhorei" Você grava e escuta e você já vai se corrigindo, porque no outro dia, quando você escuta não ficou bom isso, vou melhorar "Estoy cansado" Não é "estoy", é "estou"

"Soy muito bonito" "Sou muito bonito" Não, é "soy", " sou" "Sou, estou" Então, você já vai se percebendo e vai corrigindo Certinho, combinado? Gente, esse é meu presente de natal para vocês

Espero que vocês tenham gostado Se gostaram, deixem um "like" Vou deixar o vídeo do natal aqui também, para quem ainda não assistiu, é o mesmo vídeo, são as mesmas coisas Gente feliz natal pra vocês que estão assistindo antes do natal, para quem já está assistindo depois, um ótimo ano de 2018 e beijo grande pra vocês e até o próximo!

PORTUGUÊS FLUENTE

Opa! Dá licença Tudo bem, chefe? Opa! Eu já tô de saída agora, queria saber se você quer mais alguma coisa

Senta aí, Rogério Eita! Então, Rogério, eu sei que é o seu primeiro dia aqui na empresa, mas eu não gostaria que você me chamasse de "você" na empresa, sabe? Acho que é um pouco informal demais, a gente tem uma hierarquia aqui dentro Então acho melhor a gente mudar isso Desculpa Vou voltar

É, eu gostaria de saber se o senhor quer mais alguma coisa "Senhor", Rogério? Tá vendo algum senhor aqui? Senhor pra mim tá lá no Céu, pô Com certeza

-Gostaria de saber se tu precisas -Tu? Não, né? -Ih, caramba -Isso aqui virou baile funk agora? -Favela, presídio, pra chamar de tu? -Não

É Charqueadas, Rio Grande do Sul, agora? Tu? Tu vais Tu Não

Tu, não quero tu, não Perdão, eu não sei como me referir a Como posso falar? A pessoa que está na minha frente

Eu gosto de segunda pessoa do plural Segunda pessoa do plural! -Vós -Isso! -Vamos nessa -Pode perguntar, vai Gostaria de saber se vós precisariasde

Não -Precisiardes? -Não -Precisardieres? -Não! Caramba, Jeová, me ajuda aqui

Gostaria de saber se vós precirdises -Não -Preciderdieses -Não -Preciderdines -Precisendes

-Não -Precidirnes -Não -Precisarme -Não

-Precirnas -Não Precisardieis -Precér -Não

Gostaria de saber se vós precisardes Engraçado, é que aqui no seu LinkedIn tá dizendo que você tem português fluente Eu sei, senhor, mas é que as pessoas mentem no currículo, né? -Rogério? -Oi! Oi, chefe Você me mandaria aquele relatório até o fim da tarde? Mandaria Mandaria

O quê? -O relatório -Manda Mandá-lo-ia

-Pra quem? -Ai Vós -Vós mandá-lo-ia

-Manda Mandá-vos-lo-ia -Muito bem

-Mandá-vos-lo-ia?

Português Brasil| HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA no BRASIL

Oi pessoal, tudo bem? Será que o português falado aqui no Brasil é o mesmo falado lá em Portugal? Você também já fez essa pergunta? pois é, hoje eu vou falar aqui, um resumo do que aconteceu na história para a gente entender um pouquinho isso OK? Vamos começar! Bem, primeiramente, chegaram quem? Os portugueses em 1500 como vocês sabem Quando eles chegaram aqui, quem que eles encontraram? Os índios

Não é? Então, o Brasil estava cheio de índios e precisavam se comunicar Começou a comunicação então E assim, começaram as primeiras influências do tupi- guarani dentro da língua portuguesa foi ficando isso até o século XVIII durante 300 anos a língua falada aqui no Brasil era o Tupi

Porque a Ela era chamada de Língua Geral até esse ponto E aí, a partir do século XVIII que começou a que foi oficializada o uso da língua portuguesa Só que antes também do século XVIII até esse período, 1300

000 africanos foram trazidos para o Brasil ou seja, também recebemos uma forte influência africana com diferentes palavras jeitos de falar Nós temos aquele "D" do " Bom dia" esse "D" chiado vem do africano o T com I também que em muitos lugares nós chiamos também é do africano principalmente aqui no sudeste e algumas regiões do nordeste aonde é chiado esse T e D, influência deles palavras africanas

Então, quer dizer, já teve uma mudança porque tínhamos então, três idiomas: Tupi, Português e Línguas africanas E também ainda Durante o século XV até o século XVIII muitos franceses tentaram vir para cá, porque mais especificamente aqui nessa região nós tivemos uma forte influência francesa aqui no estado do Maranhão Aqui também em Fortaleza, no Recife E isso influenciou o Rio de Janeiro também Muitas vezes os franceses vieram e tudo o mais E aí a gente observa o quê? O "R" aquele "R" francês está presente fortemente no Rio de Janeiro E em outras regiões do nordeste

Então, por exemplo, o meu nome eles, um carioca, não vai falar Marcia eles vão falar "Marcia" Não vai falar "porta" Vão falar "porta" Então, é diferente Influência francesa, influência francesa

Em 1800, o que é que acontece? A corte portuguesa decide vir para o Brasil Aonde que eles se instalaram? No Rio de Janeiro Então, nós observamos o quê? Aquele "S" chiado bem forte que seria como? Por exemplo: às vezes mais forte, às vezes um pouco mais fraco mas, é esse "S" chiado E aí, tem gente que fala "Ah, porque esse "S" é muito chiado É o "S" falado pelos portugueses Então, o Rio de Janeiro absorveu muito bem teve forte influência dessa pronúncia devido a corte ter se instalado lá Assim também como o uso do "TU" Não é? Eles usam o "TU" E aí ficou, Rio de Janeiro e foi se espalhando também aqui por todo o litoral do nordeste porque era por onde os portugueses chegavam e se instalavam Então foi isso, uma grande influência aqui e por isso que o sotaque carioca ele acaba sendo bem di

não é, ele fica bem diferente por exemplo, da gente aqui de São Paulo por exemplo e sul De São Paulo, Minas Gerais e Sul E aí, em 1822 o Brasil se torna independente e com isso começam a vir quem? Os europeus

Em 10 anos, vieram 1400000 e aí sim tivemos mais influência de outros idiomas aqui Olha só a mistura que nós tivemos Que coisa maravilhosa! Os italianos ficaram em sua maioria em São Paulo

Ficaram aqui para trabalhar 70% deles ficaram para cá e outros muitos migraram para o sul também para trabalhar para cá mas, a grande maioria ficou em São Paulo Qual é a grande influência do italiano na língua portuguesa? Não, não foi essa a influência dos italianos somente esta influência essa influência culinária e dessas palavras foi no mundo todo Não é verdade? Mas, a gente acredita que a maior influência dos italianos aqui é o quê? É justamente esse movimento com os braços com as mãos

que nós acabamos também falando muito com as mãos e acreditamos que é por causa disso, que eles trouxeram isso para a gente esse "jeitinho" de falar Bem, então concluindo é o mesmo idioma? Claro que sim! É o mesmo idioma! Se a gente pegar para ler, é a mesma coisa Tem algumas variações Que podem ser de vocabulário

Pode ser alguma construção, não é, pronominal que é um pouquinho diferente mas, são detalhes Eu costumo dizer que a diferença que a gente pode perceber no inglês britânico e no inglês americano É inglês! Mas, com suas peculiaridades

Aqui é a mesma coisa Só que, com uma pronúncia diferente com umas palavrinhas também diferentes mas, sempre o mesmo idioma

Diferenças entre português do Brasil e de Portugal – Aprender português – Eu e meu professor

Marcel: Olá Pessoal! Tudo bem? David: Olá! Tudo bem pessoal? Marcel: Hoje eu “tô” aqui com um companheiro de trabalho, o David O David é professor de português também

Se apresente! David: Efectivamente Eu chamo-me David Eu sou espanhol mas sou professor de português para hispano falantes Marcel: Exato! No vídeo de hoje nós vamos falar sobre diferenças entre o português do Brasil e o português de Portugal Até já! David: Até já! David: Queria perguntar ao Marcel, queria aproveitar que estou aqui no teu canal para saber se tu também tinhas dificuldades, ou tens agora, em perceber o português europeu, ou… Marcel: Eu, neste momento, eu não tenho… eu entendo 99,9% do português europeu porque eu também trabalho com Portugal ou seja, não é só por isso

Mas eu reconheço que a primeira vez que eu escutei o português de Portugal, o primeiro contato, foi… é… isso é português? (risadas) Isso é russo ou é português? (risadas) David: Efectivamente É certo que o sotaque é diferente Acho que também, para os estrangeiros que aprendemos português, o sotaque brasileiro é um bocadinho mais fácil porque as vogais são mais abertas e penso que o português europeu, pronto, as sílabas tônicas marcam muito fortes e as átonas, aquelas que se marcam antes ou depois, às vezes não se ouvem Então muitas vezes acontece como na palavra “chocolate”, que na escrita é praticamente igual, mas praticamente “chocoLAT” Marcel: E no Brasil seria “chocolaTCHI” “ChocolaTCHI” vs “ChocoLAT”

David: Acho que vocês abrem mais a boca e, se calhar, pronunciam um pouquinho mais devagar, e mais também com todas as vogais mais ou menos com a mesma duração O caso é que isso dificulta porque no português europeu, normalmente, percebem o sotaque do Brasil, acho que por um lado porque vê-se muitas novelas, os filmes, muita música E também acho que as vossas vogais já estão no português europeu e as do português europeu , que são mais fechadas, não estão no português brasileiro… Marcel: não estão no português brasileiro David: Exatamente, tal e como acontece com o espanhol, neste caso Marcel: Com certeza, um pouquinho do que acontece com o espanhol da Espanha e da América Latina

David: Dentro da língua, acho que também há tantas palavras que chegam a ser tão tão diferentes, ou para além, se calhar, de algumas que já conhecemos… Marcel: Com certeza! Por exemplo, uma que sempre me chama a atenção, de fato, quando eu estive em Lisboa, é uma palavra que sempre me chamou a atenção, que é o “AUTOCARRO” David: Ah! O “autocarro” Marcel: O “autocaRRo”, com sotaque português E para mim é o “ÔNIBUS”, ou seja, “autocarro” em Portugal e o “ônibus” (no Brasil) Sempre que eu escuto o “autocarro” eu imagino um carro dirigindo sozinho sem nenhum piloto

(risadas) David: Exatamente Eu por exemplo, uma palavra que acho que também na Hispano América igual, se calhar tem aí uma influência é: “CELULAR” O “celular” parece que não faz muito sentido Parece que “TELEMÓVEL”… como um telefone que pode ser móvel… né? Parece que… por exemplo, o “ruim”… “muito ruim” ou “legal”… Marcel: Legal… o “LEGAL” no Brasil, o “GIRO” ou “FIXE” em Portugal, isso também é muito interessante… David: Por exemplo, em Portugal, há uma expressão muito dita, assim, na linguagem coloquial, é “bueda fixe”… é como “muito legal”… é “bueda fixe”… Marcel: Essa eu não conhecia David: Por exemplo também, uma que é muito divertida, eu que estou sempre a trabalhar com o computador e as vezes tenho que colocar “ecrã completo”… Marcel: Ecrã… é outra palavra que eu conhecia

A primeira vez que eu escutei “ECRÔ na minha vida, eu falei: “O que será que é o ecrã” E o ecrã, para a gente no Brasil é a “TELA” A “tela do computador”, em Portugal seria o “ecrã do computador” David: Realmente… até parece que é uma palavra de origem francesa, eu realmente não faço idéia, mas às vezes o português também pega… Bom, depois também, uma questão que também achei muita piada é como vocês pronunciam algumas palavras do inglês, por exemplo, o “facebook”, né? Marcel: “FaceBUKI” (facebook) David: Não existe também o “wifi”? Isso é igual? Marcel: Isso é igual

David: Tá bem, porque eu já tinha ouvido… Marcel: O “wifi” a gente fala igual David: É tudo bem… em Espanha nós aqui dizemos “wifi”

Marcel: “wifi” (uaifai)… no espanhol da Espanha, o “wifi” (uaifai) é “a wifi”(uifi) David: É… temos uma aí… uma tendência também, pronto, a colocar a fonética do espanhol Normalmente… pronto… “¿Donde está el wifi?”… Como? Não estou a perceber… Marcel: “Wifi” não! “Wifi” (uaifai) Marcel: Outra palavra que a gente achou em comum é o “chope”

No Brasil, bebe-se muita cerveja e o “chope” é a cerveja que sai da torneira, ou seja, do barril Não é? E “chope” em Portugal, como é que se diz? David: Depende da região, no norte as pessoas dizem “fino”, “um fino” Em Lisboa, por exemplo, Coimbra, já mais no Sul, dizem mais “uma imperial” Em Portugal também há muita cultura de cerveja Marcel: Com certeza! Então “CHOPE” no Brasil, “IMPERIAL” no Sul de Portugal e “FINO” no Norte de Portugal

David: Exatamente Marcel: Agora, falando de futebol No Brasil, um “TIME DE FUTEBOL” e em Portugal… David: Uma “EQUIPA”… uma “EQUIPA DE FUTEBOL” Marcel: Aí muda até de gênero O TIME

A EQUIPA David: Efetivamente E pronto, dentro do futebol também há outra palavra, que pronto, “o GUARDA-REDES”, a pessoa encarregada de tentar que a bola não entre dentro da “BALIZA” Marcel: Na Baliza… no Brasil seria “o GOLEIRO” que se encarrega de que a bola não entre no “GOL” David: Ahh… olha, isso eu não sabia

Eu sabia “o goleiro”, tinha ouvido, mas já não tinha entrado tanto… Marcel: o gol… o gol David: E por exemplo também, os meios de transporte Já tinha falado de “autocarro”, né? Então, também há outra… é… nós dizemos “COMBOIO”… Marcel: …e nós falamos “TREM”

David: Ahh… Marcel: “O TREM” no Brasil e “O COMBOIO” em Portugal David: Exatamente A “estação de comboios”, então para vocês… Marcel: a “estação de trens”… David: Ah olha… Marcel: “A estação de ônibus” e a “estação de autocarros” David: Exatamente A de autocarros ou a “rodoviária”, inclusive… Marcel: Rodoviária também (no Brasil) David: E por exemplo também, um meio de transporte muito típico de Lisboa é “O ELÉTRICO” Por exemplo, se alguém for a Lisboa, não se esqueça de apanhar o elétrico número 28… Marcel: O número 28 e que eu estive… E o elétrico em Lisboa seria “O BONDE” no Brasil

David: Se foste à Lisboa, imagino que alguma vez foste a um restaurante, e se calhar, pediste lá “A EMENTA” Acho que no Brasil vocês dizem “O CARDÁPIO” Marcel: O cardápio David: Pronto, em Portugal nós dizemos “a ementa” Marcel: “EMENTA” em Portugal e “CARDÁPIO” no Brasil

Lá onde tá tudo o que você pode pedir Marcel: Outra diferença engraçada é: no Brasil nós vamos no “BANHEIRO” e em Portugal? David: Em Portugal é “CASA DE BANHO” Onde é que fica a casa de banho? Marcel: A casa de banho e no Brasil seria o banheiro Outra coisa mais: no Brasil “O CAFÉ DA MANHÔ… David: Exatamente Em Portugal “O PEQUENO-ALMOÇO”

E por exemplo também, dentro do pequeno almoço eu posso tomar um “SUMO” de laranja, e acho que no Brasil… Marcel: Seria o “SUCO” de laranja “SUMO” em Portugal e “SUCO” no Brasil Marcel: Bom pessoal, hoje a gente falou sobre o português do Brasil e o português de Portugal Diferenças… eu falei com o David, o David falou comigo, nós falamos juntos… David: Exatamente, eu sempre recomendo falar com alguém mas é certo que, às vezes, falar sozinho é bom como um caso extremo, para praticar, o importante é sempre que pratiquem ao máximo, o português do Brasil, português de Portugal ou inclusive o português da Angola Marcel: Com certeza, qualquer português praticado é bom

E David, quem quiser ajuda com o português de Portugal, pode entrar em contato com você? Pode te localizar? É hora da sua publicidade! David: Sim! É o meu momento! Eles podem seguir o meu blog que é “wwwnosfalamosportuguespt” Aí tem bastantes atividades diferenciadas por nível, por tipo, de músicas, com léxico, gramática… e acho que pode ser de ajuda Eu, pelo menos, é a ferramenta que teria gostado de ter quando eu comecei a estudar o português

Marcel: Com certeza! E eu mando um forte abraço pra todo mundo! David, muito obrigado pela entrevista e um abraço para você também David: Obrigado, Marcel, pelo convite Marcel: Até já! Tchau tchau! David: Até já! Tchau!

BNCC na Prática de Língua Portuguesa: como ensinar gramática de forma contextualizada

A BNCC de fato retoma a proposta que já apontavam os parâmetros curriculares nacionais, ou seja, trabalhar a gramática de forma contextualizada E pensando em toda a trajetória

em todo avanço que houve com a metodologia de ensino da língua portuguesa, não dá mais para pensar num ensino de gramática que seja estanque, em que o aluno vai aprender regras de concordância sem depois utilizá-las na sua produção A Base Curricular traz um ponto muito importante que é a centralidade do texto Todos os conteúdos, objetivos, habilidades, procedimentos partem de um trabalho com o texto Por quê? Porque é no texto que a língua se concretiza E mais ainda são nos gêneros de texto que a língua se concretiza

Eu acho que a escola tem que trabalhar com uma variedade de gêneros Isso é muito importante Mas cabe ao professor escolher alguns desses gêneros, dessa variedade, para ele aprofundar, verticalizar o estudo, porque ele não vai dar conta de verticalizar todos os gêneros Então, e pensando na formação da cidadania, eu escolho, no 9º ano, alguns gêneros que busquem formar o aluno também como cidadão Dentre esses gêneros, um gênero por excelência é o artigo de opinião

Eu busco trazer para o aluno diferentes exemplares do mesmo gênero para que ele possa conhecer de que forma esse gênero se constitui linguisticamente tendo em vista os diferentes autores, quer dizer, não pegar um único autor, um único exemplar Mas, para tomar contato com esse texto, para compreender bem esse texto, o que nós fizemos antes? Pode falar, Marina A gente viu os conceitos que a gente ia precisaria saber para conseguir entender o texto e que a gente não sabia Isso, por exemplo, que conceitos? Étirania Quem era o Daniel Ortega Os gêneros são sempre trabalhados dentro das sequências didáticas Num primeiro momento, quando eles começam a entrar em contato com o gênero, eu procuro trabalhar com eles a importância social desse gênero em que espaço ele circula, quais são as condições de produção desse texto, quem são os leitores que buscam fazer o uso desses gêneros

Mais um exemplo, agora no terceiro, desculpe, no último parágrafo de retomada de ideias Fala, So

Algo assim? Algo assim Algo Outro pronome, que serve para retomar uma ideia que apareceu antes O trabalho com a leitura se dá em várias camadas Uma primeira camada é a compreensão do texto, aquilo que a gente faz a primeira vez que lê um texto

Depois a professora Jaqueline vai olhando para os efeitos de sentido e analisa quais regras gramaticais estão sendo utilizadas para provocar aquele efeito Com isso ela ajuda o aluno a ter consciência de como é que o autor usou a regra e a utilizá-la na produção dos seus próprios textos Qual o papel das adjetivas nesse momento? Ana Fazer uma contextualização? Ajudam na contextualização, ou seja, elasexplicam Explicam ou apresentam quem équem? ODaniel Ortega Ela têm esse papel de expandir informações a respeito do Daniel Ortega Concordam comigo? Muito bem Quando nós vamos discutir quais os recursos linguísticos dos quais o autor fez uso para construir a argumentação, qual é o objetivo? É fazer o aluno perceber que tudo aquilo que ele vem estudando na gramática ao longo dos anos, esse conhecimento linguístico deve ser usado no momento em que ele vai tomar contato com o texto Então ele perceber que desde a seleção lexical dos substantivos aos adjetivos, das escolhas que ele faz acerca dos tipos de construções de períodos que ele vai

que estão presentes ali, tudo isso tem uma importância muito grande, tudo isso é estratégico, não é uma escolha que o autor do texto fez por acaso, mas que existe uma intencionalidade que perpassa todo o texto Agora vocês já estão também planejando seu texto Vocês também vão produzir um artigo de opinião

Até agora a gente fez um percurso como leitores do gênero E agora? Nós vamos nos tornar produtores do gênero Nós vamos também criar outro criar não, fazer uso de um outro repertório que nós estamos construindo nas aulas de língua para poder produzir os nossos textos Quando eu vou trabalhar com eles a produção de texto, de certa forma eu retomo as mesmas etapas que eu fiz com relação à leitura No primeiro momento, é discutir com eles temas que estão vinculados à realidade, temas que possam ser discutidos que possam contribuir para essa formação da cidadania O tema que eu escolhi é a liberação da caça às baleias em Florianópolis Foi recusada a liberação em Florianópolis, mas causou grande polêmica E também eu pesquisei algumas propostas alguns objetivos que o Japão tem com essa liberação Enquanto ele faz a primeira versão, o aluno pode dialogar com seus pares, dialogar com o professor, ou seja, a produção de texto pressupõe também uma atividade colaborativa, diferentes olhares, não só o meu, mas também dos colegas Feita essa primeira etapa, o aluno entrega para mim a primeira produção e eu procuro fazer uma correção que não seja uma correção pura e simplesmente voltada a questões notacionais, mas eu procuro fazer uma correção que seja orientadora para que ele possa realmente melhorar o seu texto em tudo aquilo que seja necessário A professora Jaqueline desenvolveu uma sequência didática para o trabalho com artigo de opinião Numa sequência didática, a gente articula a oralidade, a produção de texto, a leitura e a análise linguística É preciso desenvolver sequências didáticas com muitos gêneros de texto para que a gente amplie o letramento desses alunos e os tornem habilidosos, capazes de escrever e ler muitos gêneros de texto

O professor não é só aquele que vai conduzir a aula que vai orquestrar todas as atividades O professor vai ser aquele que vai possibilitar com que essas potencialidades venham fora, para que o aluno perceba que tudo aquilo que ele constrói nas aulas se tornou o arcabouço do qual ele vai fazer uso para se colocar no mundo, para expressar sua opinião, para ter uma voz E isso vai ser o exercício que ele vai levar para a vida toda, que não vai se limitar a sala de aula